[RESENHA] Júlia - Renda-se #01 - Anne Marck

Júlia é o primeiro livro da série Renda-se e ainda me sinto em um enorme conflito de emoções e opinião diante a história.  Júlia é aque...

Júlia - Renda-se #01 - Anne Marck
Júlia é o primeiro livro da série Renda-se e ainda me sinto em um enorme conflito de emoções e opinião diante a história. 
Júlia é aquele tipo de mulher que tenta ser forte, mas é frágil. Foge dos problemas, não bate de frente com as barreiras que surgem e é bem insegura quando o assunto se refere ao coração. Conhecer Frederico não estava nos planos, sentir algo por ele foi além do que ela esperava, principalmente quando tudo começou com uma brincadeira. 
Frederico é um homem intenso. Carregado de culpa, ele ainda não soube lidar verdadeiramente com a traição sofrida no passado o que acarretou ele se transformando em uma pessoa fechada e desconfiada. Quando se viu envolvido em ser o "alvo" de uma aposta, tudo o que ele não queria era se apaixonar, mas aconteceu e em meio a uma crise de ciúmes e vingança infantil, grandes consequências são apresentadas e saber lidar com tudo o que vem pela frente é a missão de Frederico. 
Primeiro de tudo temos a questão do excesso de possessividade do Frederico e da falta de controle das suas palavras e sentimento. Machucar a Júlia não era a sua intenção, mas aconteceu e aqui entra um ponto importante, a questão da violência contra a mulher. Não, ele não bateu nela, mas em meio a discussão houve palavras horríveis e um "apertão" que deixou marcas no braço dela. Compreendi o motivo da raiva do Frederico diante a toda situação, não concordei com a atitude dele, mas ele se mostrou verdadeiramente arrependido e mais, mais para frente, durante a história, você vê que somente a ideia de machucar Júlia o faz recuar e repudiar a si mesmo, e isso foi ponto a favor para mim. Apesar disso, repudiei as atitudes dele e quis sim eu mesma bater no homem. 
A história é rápida, contém momentos quentes entre eles, mas vemos que a autora não quis se aprofundar no sexo, mas sim mostrar a “essência” daquele momento. Também temos personagens bem construídos, principalmente na forma como a autora explorou a parte emocional dos dois. Você consegue ver que a Julia é doce e sensível, da mesma forma você consegue ver o lado meio controlado e muito possessivo do Frederico. 
Outro ponto que gostei muito foi o amor familiar e as amizades. Frederico tem uma família incrível e Julia, mesmo que seja triste não ter o apoio dos pais, ela tem um irmão que está lá para ela, ajudando e a apoiando. E claro, as amigas quase irmãs de Julia, protetoras, fiéis e mesmo que não concorde com algumas coisas, elas estão lá, apoiando sempre. E não posso esquecer que temos o ponto de vista de ambos os personagens, o que ajuda a compreender de forma fácil a história. 
Fora isso, também temos uma capa simplesmente maravilhosa. Delicada e chamativa, a primeira coisa que amei, logo de cara foi a capa, com certeza. Também temos uma diagramação linda, porém precisa de uma revisão final, erros pequenos foram encontrados, mas nada que atrapalhe a leitura. 
Se eu recomendo o livro? Com certeza. É aquele romance para você ler em uma tarde, uma história rápida e gosta de ler.


Leia Júlia

Talvez você goste

0 comentários