[RESENHA] Somente Anne - Dijeane Andrade

Somente Anne foi uma das histórias que li no Wattpad e hoje, na Amazon reli e voltei a me encantar e sentir meu coração apertado. Lendo ...

Somente Anne - Dijeane Andrade

Somente Anne foi uma das histórias que li no Wattpad e hoje, na Amazon reli e voltei a me encantar e sentir meu coração apertado. Lendo essa história, diversos sentimentos vieram à tona, como a raiva, a compreensão, o perdão, o amor e ao menos para mim, o desejo imenso de pegar algumas pessoas e brigar verdadeiramente. Nesta história, a autora nos apresenta Rodrigo e Anne, um casal apaixonado que foram separados por uma armação há cinco anos atrás. Rodrigo acabou se casando, Anne foi morar em outra cidade para fazer faculdade, no entanto, ela está de volta e junto com ela vem a fofoca da cidade pequena e esclarecimentos que deveriam ter sido feitos anos atrás, mas que não foi possível. 
Anne é uma mulher doce, na verdade, doce demais para o próprio bem. Meio ingênua e loucamente apaixonada, ela carrega uma enorme ferida dentro de si, além de um amor que sabe que não pode mais ocorrer, principalmente pelo o homem que ela ama estar casado, ter duas filhas e a odiar. Voltar para a sua cidade natal é um alívio e um enorme fardo. Alívio por rever pessoas que merecem o amor dela, fardo pelos dedos que irão ser apontados novamente e pelos possíveis problemas que pode arranjar. Porém ela está decidida a voltar e estar na cidade novamente traz à tona toda a dor que viveu e o amor que ela acreditou ser capaz de controlar. 
Rodrigo é o prefeito da cidade. Um homem magoado, casado com alguém que não ama e apaixonado por suas filhas. Tem sua mãe em um pedestal, porém, tem uma mulher que ele acredita o ter traído em seu coração, uma mulher que ele ainda ama mesmo que não assuma. No entanto, os sentimentos voltam com tudo com o retorno dela a cidade, porém a raiva vem junto. Pensar que a “sua mulher” possa estar com outro o faz ficar furioso, mas descobrir a verdade do que ocorreu a 5 anos atrás o dilacera verdadeiramente, principalmente quando ele vê que Anne não está disposta a retornar para a sua vida como ele deseja. Rodrigo precisa consertar as coisas, mas com isso vem algumas consequências e enfrentar aquela que ele ama acima de tudo é algo que ele precisa. 
Esse casal é uma grande prova que nem mentiras ou intrigas podem destruir o verdadeiro amor, nem o tempo ou as magoas que possam existir irão abalar o que verdadeiramente sentem. Eles podem lutar, eles irão lutar, enfrentar o medo da perda e as verdades sendo jogadas no ventilador. 
Eu adorei o livro, o final foi muito fofo, tendo uma dose de momento íntimo entre eles, algo que não ocorreu no livro inteiro. No entanto, senti falta de algumas coisas. Mostrar o Rodrigo confrontando as pessoas que armaram contra ele, foi uma delas, da mesma forma que senti falta de uma Anne mais firme em suas decisões, como também senti falta dela mesmo ser mulher e confrontar aquelas pessoas que são culpadas por tudo o que houve com ela. Ser doce e saber perdoar são uma coisa, não ser capaz de confrontar as pessoas que a machucaram é outra totalmente diferente. Quis sim que Anne se impusesse, mostrasse a sua força. Apesar dela ter sido forte, da maneira dela, em lidar com todas as acusações, a forma como tudo ocorreu só me fez ver uma mulher fugindo, mesmo sendo inocente e um homem sendo um babaca, sem saber ouvir a verdade. Compreendi os motivos, no entanto, eu não aceitei isso.
Entretanto, a história em si é linda. Nos mostra que o amor e perdão são necessários para que sejam felizes. Além disso, temos amigos incríveis! Leais e inseparáveis, os amigos foram uma das melhores partes do livro. 
A capa do livro é bonita e delicada, no entanto, não acho que seja muito chamativa. Também temos uma diagramação maravilhosa, porém ainda necessitando de uma última revisão por erros mínimos de digitação. 
É uma história com muito drama e amor, rápido de ler e gostoso na medida certa.


Leia Somente Anne

Talvez você goste

0 comentários