[RESENHA] Em Pedaços - Recomeços #01 - Lauren Layne

Em Pedaços é um livro fofo. Depois de ler Mais Que Amigos , acabei ficando muito ansiosa para ler Em Pedaços, porém creio que neste livro...

Em Pedaços - Recomeços #01 - Lauren Layne
Em Pedaços é um livro fofo. Depois de ler Mais Que Amigos, acabei ficando muito ansiosa para ler Em Pedaços, porém creio que neste livro, diferente do outro, precisava ser melhor trabalhado em alguns pontos. 
Uma releitura diferente de A Bela e a Fera, conhecemos Olivia. Uma mulher doce, mas que cometeu erros. Querendo se redimir e fugir, ela aceitar cuidar de um veterano da guerra. Ela só não esperava encontrar grandes dificuldades, como lidar com o humor dele, o jeito birrento, a reclusão, a atração instantânea e com os sentimentos que ele acaba despertando. 
Paul não quer mais sair de sua casa. Com a perna ferida e o rosto marcado, ele se vê como um monstro. Um homem mimado, birrento, com atitudes imaturas demais e totalmente destrutivo, Paul “precisa de ajuda”, principalmente para sair de seu “casulo” auto imposto. Quando seu pai o chantageia para aceitar a nova cuidadora, ele se vê encurralado, mas principalmente, ele descobre que ainda pode sentir, que não está verdadeiramente morto por dentro. 
Olivia começa a mudar a vida de Paul e Paul acaba por ajudar Olivia a se descobrir e querer ser alguém melhor, além de enfrentar seus erros. Ambos são quebrados, mas juntos, eles se reconstroem e se libertam. 
Assumo que acabei me irritando com muitas das atitudes de Paul. Um homem feito, se comportando como um idiota birrento na maior parte do tempo. Da mesma forma que achei a Olivia meio idiota por perdoar algumas babaquices que o Paul cometeu e olha que em muitas idiotices que aconteceram, ele não teve a capacidade de pedir perdão. Senti raiva sim e talvez ainda sinta um pouco. 
Porém, ainda me vi cativada por toda a história. É uma leitura rápida e fácil. 
Falar sobre veteranos de guerra é um assunto que me agrada. Mostra as dificuldades que passam e as sequelas do que vivem. Creio que muitos dos problemas que Paul tinha, não era exatamente físico e sim psicológico ou melhor, emocionais. 
Se eu gostei do livro? Em partes, sim. A imaturidade foi algo que me deixou bem irritada, principalmente vindo de um homem feito. Da mesma forma que perdão fácil de Olivia precisava ser melhor trabalhado. Precisava ser melhor trabalhado esses pontos? Com certeza, mas acho que a leitura fluida foi algo que me ajudou muito na hora de ler. 
Provavelmente, a capa, que por sinal é maravilhosa, foi outro ponto atrativo para mim. Junto com a diagramação e revisão, que não deixaram a desejar. 
Um livro contado pelos pontos de vista de ambos personagens, senti que faltou melhorar no quesito “aprofundamento” do romance dos personagens e a personalidade de cada personagem. 
Se eu recomendo? Caso procure algo para sair da ressaca, sim. A autora tem uma escrita fluida e gostosa, mas achei sinceramente que faltou algumas coisas. 


Leia Em Pedaços

Talvez você goste

0 comentários