[RESENHA] A Hora Mais Sombria - A Mediadora #04 - Meg Cabot

Antes de falar desse livro, preciso confessar que sou uma eterna fã da Série A Mediadora . A cada livro, um novo mistério a ser resolvido...

A Hora Mais Sombria - A Mediadora #04 - Meg Cabot
Antes de falar desse livro, preciso confessar que sou uma eterna fã da Série A Mediadora. A cada livro, um novo mistério a ser resolvido, uma nova surpresa e mais, um novo motivo para eu ficar de queixo caído. 
Dessa vez a Suzannah vai enfrentar algo novo. Tendo que trabalhar em suas férias de verão no campo de golfe como babá, ela acaba por conhecer Jack. Uma criança retraída, mas doce. Quando ela descobre o motivo para o menino ser do jeito que é, ela acaba o ajudando a sair de sua casca de medo para se tornar um menino alegre e que pode enfrentar os seus medos. Suzannah só não contava que em meio a isso, tivesse que lidar com Paul, o irmão mais velho de Jack. Um garoto mimado que não aprendeu a levar um não na vida. 
Porém isso não é o pior para ela, mas sim os sentimentos que criou por Jesse, o fantasminha do seu quarto. Estar lidando com o que sente por ele é algo grande, mas lidar com a ex-noiva de Jesse é mil vezes mais problemático. Andy, o seu padrasto decidiu fazer uma piscina no quintal de sua casa e em meio a essa escavação encontrou cartas de Maria para Hector, ou o nosso Jesse e Maria, a fantasma psicopata decide que precisa fazer o que for preciso para que ninguém descubra sobre as cartas ou o “a mais” que está no quintal e para isso, ela começa a infernizar a vida da Suzannah. 
Descobertas são feitas, as dúvidas de Suzannah sobre como Jesse se foi é esclarecida, agora ela teme que após encontrarem os restos de seu fantasma amor ele se vá. Ela só não esperava que ele realmente se fosse, mas por outro motivo. Ir em busca do Jesse se tornou o seu objetivo de vida e com ajuda do Padre Dom e do Jack, ela vai para “o além” encontrar Jesse e descobrir o que ele realmente quer. No entanto, em meio a isso, Suzannah acaba fazendo descobertas e colocando diversas dúvidas na cabeça dela. 
Eu com certeza amei esse livro. Apesar de me deixar curiosa sobre um monte de coisa, ainda assim, é um dos melhores. O final foi arrasador. Não soube lidar com o meu enorme sorriso e meu queixo caído. 
A autora soube me instigar a querer o próximo livro. A história é maravilhosa, com fantasmas, gente maluca, descobertas e o romance nascendo. É aquele livro que vou indicar para sempre, para qualquer idade. Uma leitura fácil, rápida e que te deixa com o gostinho de quero mais. Uma das melhores séries da minha vida. 
Além disso, a editora novamente me cativou com uma capa linda. Delicada e simples, mas linda. A revisão e diagramação estão maravilhosas, e novamente me vejo apaixonada por toda a história.


Leia A Hora Mais Sombria

Talvez você goste

0 comentários