[RESENHA] A Senhora do Jogo - Sidney Sheldon & Tilly Bagshawe

12:48:00

A Senhora do Jogo - Sidney Sheldon & Tilly Bagshawe
Antes de começar a resenha preciso alertar que A senhora do jogo, é a continuação do livro O reverso da medalha, sendo assim, sugiro que a leitura seja feita na ordem, para melhor entendimento da trama. 
Na continuação da trama, vamos conhecer a história dos herdeiros mais novos de Kate Blackwell, Max Webster e Lexi Templeton. Os dois são primos, sendo Max filho da perversa Eve Blackwell e Lexi, filha da meiga, doce Alexandra Blackwell, ambas netas da poderosa Kate, nossa heroína de “O Reverso da Medalha”, dona do império multinacional Krueger-Brent. 
Com a morte de Kate, a trama nos mostra o embate entre Max e Lexi para assumir o controle da Krueger-Brent, e já adianto que para conseguir o controle, eles serão capazes de tudo, até as últimas consequências. 
Durante a trama vamos conhecer outros personagens coadjuvantes, como Robbie, o irmão de Lex, um pianista talentoso e revoltado, a mãe louca e manipuladora Eve, mãe de Max, o atormentado Dr. Peter Templeton, pai de Lexi, que ama a filha, atendendo todos os seus desejos, mas menospreza o filho Robbie e o enigmático Gabriel McGregor, descendente do avô de Kate, entre muitos outros. 
A trama não foi muito bem desenvolvida, visto que, após ler o Reverso da medalha tão bem escrito, confesso que me decepcionei bastante com o livro, Tilly Bagshawe foi convidada pelas herdeiras e viúva de Sidney, para dar continuidade a um dos melhores livros que já li, mas na minha opnião essa trama foi um grande desastre, apesar de muitos terem achado a obra genial. 
A autora exagerou bastante nas cenas de sexo, deixando de lado detalhes que poderiam ter sido mais explorados. Senti muita falta da empatia entre os personagens principais, outro detalhe não muito explorado pela autora foi a falta de determinação de Lexi, sendo Sheldon especialista em criar personagens feministas determinadas e sensuais ao mesmo tempo, aqui a autora deixou a desejar. Sidney também sabia explorar toda sexualidade sem ser grosseiro e detalhista. Também faltou a ambiguidade especifica de Sheldon, seus personagens sabiam ter momentos em que ora bons, ora ruins. Ele sabia muito bem como fazer isso, sem que uma personagem ficasse marcada somente por uma dessas características. 
Enfim, sendo uma fã de Sidney Sheldon, esperava um pouco mais de A senhora do jogo, mas entendem, isso não é impedimento para que vocês, caros (as) leitores (as), não leiam o livro, recomendo que leiam sim, pois mesmo com essas controvérsias todas temos uma continuação que precisa ser finalizada. 
A Editora Record fez um ótimo trabalho na capa, a diagramação está impecável e não encontrei erros de ortografia visíveis. 
Como citei no inicio da resenha, é de extrema importância que antes da leitura de A Senhora do Jogo, seja feita a leitura de O Reverso da medalha.


Leia A Senhora do Jogo


TALVEZ VOCÊ GOSTE

1 comentários

  1. Oi, Ana
    Eu ganhei esse livro do meu pai e vendo a capa, não dei nada pra ele, até que resolvi ler. Não sabia nem que ele fazia parte de outro livro, mas embarquei na leitura e me vi apaixonada. A trama é maravilhosa, cheia de teias, jogos de poder e sedução. Eu amei isso! Foi um dos livros favoritos da vida.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *