[RESENHA] Mindhunter - John Douglas e Mark Olshaker

06:00:00

Mindhunter - John Douglas e Mark Olshaker
Esse incrível livro foi escrito pelo próprio John Douglas que junto com Mark Olshaker, resolveu compartilhar todo o seu conhecimento e sua história no FBI. Para entendermos toda trajetória, os primeiros capítulos são focados na vida do agente. Apesar de parecer um pouco parado no início, quando chegamos aos crimes mais obscuros e perversos, é aí, que o ritmo de leitura muda completamente, e acredite, você não vai querer largar mais.
John conta histórias dos mais loucos crimes que resolveu durante toda a sua vida no FBI, em alguns casos, ficamos nos questionando por que fizeram tal barbárie, temos alguns exemplos claros, como o caso de Wayne Williams, o assassino que matava crianças em Atlanta, o que raptava mulheres para soltá-las na floresta e caça-las como animais ou o que matou a própria mãe, arrancou sua cabeça e manteve relações sexuais com seus restos mortais.
O interessante da trama é a forma com que John consegue fazer com que o leitor passe a enxergar o lado do assassino, mas não de modo a inocentá-lo, e isso fica claro em todos os momentos do livro. Ele nos dá a possibilidade de enxergar através de todo disfarce, por meio do comportamento. John sempre nos afirma que para conhecer a evolução dos métodos de caça a assassinos é entrar na mente deles.
É incrivelmente assustador como as características de John como agente toma forma, e percebemos a facilidade que ele tem para solucionar os casos. John nos fala também que durante boa parte da sua carreira, ele resolveu assassinatos a distância e o que mais deixava ele com raiva, era o fato de a polícia local ter demorado tanto para desvendar algo tão simples.
Toda narrativa é bem fácil e é possível ler o livro de uma forma bem rápida. Não espere encontrar os assassinos e todos os atos em si, o que torna esse livro tão interessante é o processo de racionalização através de toda análise comportamental.
A trama é dividia em temas como o processo de identificação comportamental pré e pós crime, discussão como, na grande maioria das vezes, os assassinatos ficam sem solução.
Se você, assim como eu, é fã do gênero policial, posso afirmar sem sombras de dúvidas que esse foi um dos melhores livros sobre serial killers que eu já li, toda trama é muito bem escrita, a forma como John nos apresenta os casos e nos torna capazes de entrar na mente dos assassinos e nos envolver na trama é incrível!
A editora intrínseca fez um ótimo trabalho em todo livro, sem nenhum erro ortográfico, diagramação perfeita e gostaria de destacar em especial a capa com efeitos de manchas de sangue e impressões digitais, e a contracapa com uma pessoa encapuzada refletindo numa cidade, o que combina perfeitamente com o contexto de toda trama, tudo isso reunido me fez desejar muito a leitura desse livro, e como eu já esperava não me decepcionou.
Além do livro, temos uma série de mesmo nome na Netflix baseada no livro em todos os casos de John. A série não fica atrás do livro, é bem fiel a toda trama, com um ponto ou outro diferente. Recomendo tanto a série quanto o livro!

Mindhunter - John Douglas e Mark Olshaker

Adquira Mindhunter


TALVEZ VOCÊ GOSTE

0 comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *