[RESENHA] Amor em Jogo - Amor em Jogo #01 - Simone Elkeles

07:00:00


Amor em Jogo é um livro fofo, nos mostrando que para se conseguir algo você precisa lutar muito, lutar de verdade e não somente deixar a vida levar. Ter objetivos, principalmente quando se é adolescente é algo importante, além de precisar aprender a superar as dores do passado e as perdas que podem ocorrer no caminho, são coisas assim que conhecemos na história da Ashtyn e do Derek.
Derek é um garoto “problemático”. Levando a vida de forma leviana, acaba de ser expulso da escola e precisa se mudar para Chicago com a sua madrasta e o seu meio-irmão. Deixando Califórnia, seus amigos e sua antiga escola para trás, tudo o que ele não quer é ficar em Chicago, mas se vê sem outra opção, principalmente enquanto seu pai está na marinha incomunicável. No entanto, ir para outro lugar não acabou sendo de todo ruim. Ter de morar com a irmã mais nova de sua madrasta foi algo bom para ele, mesmo que tenha demorado a compreender isso, apesar da inegável atração que sente pela garota que parece não o suportar.
Ashtyn é uma garota forte e lutadora. Capitã do time de futebol americano, ela precisa lidar com o fato de ser a única garota em um esporte que todos veem como “só para garotos”. Namorando o quarterback do time, ela não esperava pelo título e responsabilidade de capitã, porém veio e agora ela vê sua vida mudar drasticamente. Com um pai ausente e uma mãe que não liga para ela, Ashtyn continua lutando por aquilo que deseja, mesmo que não esteja recebendo apoio e que tudo tenha começado apenas para se sentir mais perto de seu pai. Depois de anos sem ver a sua irmã mais velha, Ashtyn se vê morando com o seu sobrinho e o Derek, um garoto que ela aparentemente odeia, mas no fundo ela sabe que a atração por ele é inegável.
Ambos são adolescentes que precisam de ajuda. Derek está perdido, Ashtyn precisa aprender a confiar mais em alguém, eles se encontram e acabam se ajudando, mesmo que por muitas vezes indiretamente, mesmo que nenhum dos dois dê o braço a torcer. Quando a necessidade de tomar decisões se faz presente, Derek faz o que sempre fez, fugir e Ashtyn faz o que sempre fez, vê pessoas importantes para ela partir, porém alguém precisa dar o braço a torcer e é aí que vemos a verdadeira mudança nesses adolescentes.
Com muitas discussões infantis, os dois acabam se conhecendo e nessa brincadeira de puxa e empurra, o sentimento floresce, a atração é gritante e o destino deles acaba por se entrelaçar. Admito que por muitas vezes a atitude de ambos me irritaram, porém sempre pensei no “são adolescentes” e isso aliviava um pouco a tensão que eles causavam em mim. Senti que algumas pessoas mereciam uns tapas para descerem do pedestal, aguardei imensamente esse momento, mas não aconteceu e isso meio que me deixou decepcionada, porém, toda a fofura que o Derek e a Ashtyn nos mostra, acaricia minha eterna vontade de entrar no livro e sacudir alguns personagens.
Eu adorei o livro, apesar de tudo. É uma leitura leve, rápida e gostosa. Você se vê apaixonada e odiando o casal, você deseja um pouco mais dos amigos da Ashtyn e claro, você acaba suspirando e dando algumas risadas com todos eles juntos. Ficou faltando algumas coisas sobre os personagens secundários, mas nada que afete na apreciação dos personagens principais. Alguns furos foram deixados e isso me incomodou um pouco, mas nada que afete meu amor pela história. 
Além de tudo isso, temos uma capa maravilhosa. Amei todos os elementos, apesar de poder ter explorado um pouco o lado “jogador” da história, mas ainda assim, amei demais essa capa. E claro, como sempre, a editora soube fazer uma ótima diagramação. Por ser um livro contado em ambos os pontos de vista, a editora soube explorar isso e dividir certinho, ajudando muito na hora da leitura e claro, a revisão com certeza não deixou a desejar e eu adorei demais isso. Ler uma história fofa, com o ótimo trabalho da editora nos faz começar e terminar o livro no mesmo dia e foi isso que aconteceu comigo e não me arrependo disso.


Leia Amor em Jogo

TALVEZ VOCÊ GOSTE

1 comentários

  1. Olá!
    Eu curti muito Amor em Jogo, me diverti com os personagens e o fato da personagem principal ser jogadora de futebol. Melhor ainda porque eles se odeiam, mas se amam e moram juntos, tudo fica mais intenso.
    Eu só não curti tanto o segundo livro, preferi esse.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *