[RESENHA] Joga Comigo - With Me in Seattle #03 - Kristen Proby

Joga Comigo é o terceiro livro da série With Me In Seattle e só posso dizer que o livro é espetacular em diversos sentidos. Os mocinhos...

Joga Comigo - With Me in Seattle #03 - Kristen Proby
Joga Comigo é o terceiro livro da série With Me In Seattle e só posso dizer que o livro é espetacular em diversos sentidos. Os mocinhos são incríveis, engraçados, fortes e apaixonantes. 
Meg é uma mulher independente. Trabalha na ala de oncologia infantil de um hospital e tenta a todo custo fazer as crianças felizes. Tendo problemas de confiança devido a sensação de abandono que assola nela por conta do seu melhor amigo e por conta dos problemas familiares, ou seja, ela acredita que algumas palavras podem fazer as pessoas irem embora para sempre. No entanto, ela não deixa transparecer que isso a afeta, até conhecer o Will. O jogador de futebol americano arrogante que até então, se recusa a ir conhecer as crianças do hospital. Contudo, a Meg é amiga da irmã do Will, a Jules e acaba tendo de ir na festa de noivado da Jules com o Nate e encontrando o Will como consequência. A atração é inegável, mas ele ainda precisará muito para conseguir transpor algumas barreiras da Meg. 
Will é um cara incrível, jogador de futebol americano, apaixonado pela família e batalhador para alcançar seus objetivos, por onde ele passa, marca presença, mas não sabe lidar com um não e é isso que a Meg dá a ele, algo que o intriga e acaba o atraindo para ela. Em meio a festa de noivado da sua irmã, ele acaba se aproximando de Meg e depois de uma bebedeira, a aproximação deles é inevitável, além da admiração do Will pela Meg devido ao trabalho dela, principalmente depois de conhecer as crianças dela e a admiração da Meg pelo Will, quando ele demonstra ter um enorme coração e saber lidar com as suas crianças. 
Em meio a atração, os três encontros, a fama, o jeito meu controlador do Will e a dificuldade da Meg confiar, eles acabam tendo momentos maravilhosos, mas ainda assim, os problemas estão ali e tudo piora, quando uma banda convidada para o casamento de Jules tem como o integrante principal, aquele melhor amigo que se foi da Meg e o ciúme e o problema de confiança fica entre o Will e a Meg, algo que somente toda a verdade e algumas confissões podem resolver. 
O livro é um clichê gostoso, que nos mostra a luta diária e dolorosa do câncer, o quanto a perda pode ferir não somente os parentes, como os profissionais que atuam com os doentes. Também nos mostra que que para qualquer tipo de relacionamento, seja na amizade quanto amoroso, é necessário ter confiança e quando isso está em falta, pode complicar tudo. Que não é somente o “eu te amo” a forma de demonstrar que sente algo forte, gestos, momentos e palavras também pode demonstrar isso. 
Junto a todas as lições que a história traz, temos uma capa linda, uma revisão e diagramação maravilhosa, mostrando direitinho os pontos de vista dos personagens, a história nos prende com a sensualidade, os momentos engraçados, o amor, o carinho e a compreensão, além de claro, os momentos hots. Ou seja, o livro é maravilhoso e precisa ser lido por todo mundo.

Leia Joga Comigo
Amazon - Saraiva - Submarino - Americanas - Travessa - Shoptime

Talvez você goste

0 comentários