[RESENHA] Branca de neve tem que morrer – Nele Neuhaus

06:30:00

Branca de neve tem que morrer – Nele Neuhaus
Nesse livro conhecemos Tobias Sartorius, que após cumprir dez anos de prisão por duplo homicídio, ganha as ruas. Depois de tantos anos presos, o único desejo dele é ir para casar e rever os pais, como nem tudo sai como a gente quer, seu retorno é bem diferente do esperado.

Ao chegar na propriedade da família, ele descobre que sua mãe foi embora, por não aguentar a vergonha de ter um filho assassino, além disso, ninguém do vilarejo queriam vê-lo por perto.
Diferente do que seus vizinhos pensam, sua dívida com a justiça já estava paga, ele agora era um homem livre agora. Mas mesmo assim, decidiram fazer de sua vida um inferno. Ainda sim, Tobias decidiu ficar, pois não importa para onde ele vá, o seu passado nunca poderá ser mudado.
Na trama também conhecemos a Inspetora Pia Kirchhoff, e o Inspetor Bodenstein, que estão responsáveis por dois casos. O primeiro, é uma ossada que fora encontrada num antigo aeródromo militar nas redondezas de Frankfurt e o outro é de uma mulher que foi arremessada de uma passarela. Durante a investigação dos crimes, Pia acabando descobrindo que ambos os casos podem estar conectados. A mulher agredida é a mãe de um assassino recém-libertado e a ossada é de uma de suas vítimas. O que acaba deixando a inspetora intrigada é os crimes terem ocorrido justamente após a soltura de Tobias...
Os investigadores, começam a perceber que não está certo e alguma coisa está acontecendo, pois, nenhum morador de Altenhain, tinha interesse em voltar ao passado, e ficou nítido que se uniram no que parecia um pacto de silêncio. O que desperta mais ainda o interesse nos inspetores é o fato de ninguém querer colaborar na investigação e o esforço árduo em ocultar qualquer tipo de informação. 
Mesmo com o caso concluído, a inspetora, decide investigar os autos do processo de Tobias, pois todo o julgamento foi baseado em provas contundentes, e ela teve certeza que algo nessa história toda estava errada
A história corre de forma linear e é inquestionavelmente envolvente, tendo a maioria dos personagens uma personalidade própria que os tornam singular no enredo, com pouquíssimas exceções. Várias peças chaves são apresentadas com o passar do tempo e o tom de suspense da narrativa está presente em todo o corpo do livro.
Somente após ter acabado de ler, que fui descobrir que Branca de neve tem que morrer, é o quarto livro de uma série policial chamada Bodenstein & Kirchhoff, ela é escrita pela autora alemã Nele Neuhaus. Confesso que ao ler, fiquei um pouco receosa de ter perdido alguma coisa por justamente ter começado pelo quarto livro. Muitas vezes, séries policiais são lançadas fora de ordem, o que acaba fazendo com que muita gente fique apreensivo na leitura, sem saber se vai encontrar algum spolier de outro livro, já adianto que essa série não é diferente. Porém, após muita pesquisa e leitura, pude perceber que esse livro, apesar de fazer parte de uma série, é independente.
Não encontrei referências a crimes ou casos que foram resolvidos em livros anteriores e nem informações relevantes sobre a vida pessoal dos protagonistas. 
A trama começa, dividida em visões diferentes e diversos focos, com muitos personagens e muitas informações introduzidas em um espaço curto de tempo, o que pode deixar o leitor um tanto confuso. Mas, quando as informações começam a se encontrar, tudo fica mais esclarecido. O livro é narrado na terceira pessoa, e temos vários pontos de vista, o que nos permite ver a trama por ângulos diferentes, o que torna a trama muito bem escrita e desenvolvida. 
O que achei muito legal no livro é o fato da autora dar uma atenção especial a todos os detalhes, ela consegue descrever o ambiente de uma forma que o leitor consiga sentir parte da história de do local onde tudo é ambientado. Além de toda investigação policial, é explorado o psicológico, a vida pessoal e todos os conflitos emocionais de todos os personagens.
O que podemos perceber é que apesar de ter uma atmosfera policial, base do livro, não encontramos cena violentas, das quais muitos outros livros descrevem. A história é baseada. Na investigação policial, os segredos envolvidos, as mentiras e o mais importante, a verdade por trás de tudo.
A trama é tão envolvente, que te prende do início ao fim, com uma história cheia de reviravoltas e mistérios. Sendo uma grande fã de tramas policiais, posso dizer que esse entrou para a lista de melhores livros que já li. O que me chamou atenção foi a autora não ter deixado nada em aberto, deixando a gente morto de curiosidade, ela deu resolução a todos os temas levantados, inclusive aos que se referem à vida particular dos personagens.
Para todos os fãs do gênero, esse livro é uma ótima indicação, a editora jangada fez um ótimo trabalho na capa, deixando todo tema sombrio e cheio de mistérios bem destacado, não encontrei nenhum erro ortográfico, a diagramação está impecável, agora, confesso, que estou louca de vontade de ler toda a série!

Branca de neve tem que morrer – Nele Neuhaus

Encontre Branca de Neve Tem Que Morrer
Amazon


TALVEZ VOCÊ GOSTE

0 comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *