Follow Us @dayukie

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

[RESENHA ASSUSTADORA] It: A Coisa - Stephen King

It: A Coisa - Stephen King
It, é uma obra de suspense psicológico e com boas doses de drama. Apesar de ser muito grande, livro é muito bem conduzido e sua história intercala entre presente (84/85) e passado (57/58).

O livro fala sobre os embates dos amigos Bill, Richie, Ben, Eddie, Stan, Mike e Beverly, contra um ser maligno que é conhecido por Palhaço Pennywise. Porém, a coisa tem o poder de transformar sua aparência física no maior medo de suas vítimas, apesar disso, a maioria de suas aparições, na cidadezinha fictícia do Maine é como o aterrorizante Pennywise.

Cada uma das crianças é excluída por algum fator discriminatório: Bill é gago; Richie usa óculos e é extremamente sarcástico; Ben é gordo; Eddie é hipocondríaco e tem uma mãe que abusa da proteção; Stan é judeu; Mike é negro estuda em casa, e Beverly tem um pai extremamente violento e possessivo, o que acaba fazendo com que eles criem o grupo denominado de losers, porém o que os uniu de verdade e de forma definitiva foram suas experiências pessoais com a Coisa que habita Derry.

Bom, indo ao que interessa, a história se inicia com a morte do irmão de Ben, George, que num dia de chuva saiu para brincar com um barquinho de papel e não voltou mais, porque a coisa o pegou. Após 27 anos, o sumiço de George, seria apenas o início de um novo ciclo de assassinatos, em especial de crianças, em Derry, pois a cada 27 anos a coisa ressurge para saciar sua fome. A curiosidade de descobrir o que aconteceu com George foi um dos motivos que levaram Bill a se juntar com seus amigos e selar com eles uma promessa de sangue: destruir A Coisa para sempre.

Sendo assim, eles começam a investigar o passado de Derry, enquanto precisam lutar para escapar das infinitas tentativas de Pennywise para matá-los, além de tudo isso, ainda precisam lidar com suas vidas cotidianas, que inclui, fugir do grupo de valentões da escola que aparentemente tinha como função perturbar os amigos. Eles conseguem enfim, descobrir como surgiu a coisa, a violência e as mortes a morada na rede de esgotos da cidade e até um ritual antigo para pará-la.
Como a história é intercalada entre presente e passado, nos capítulos intitulado, memórias, ficamos sabendo nessa parte de todos os fatos da infância, da história de Derry e da Coisa. 
No presente os amigos já não são mais crianças, já estão adultos, alguns casados e muito bem-sucedidos em suas carreiras, ninguém mais mora Derry, todos esqueceram os acontecimentos traumatizantes que viveram exceto Mike. 
Mike foi o único que ficou e dedicou sua vida a esperar o retorno do palhaço, após uma nova série de assassinatos, ele decide convocar o seu antigo clube para cumprir sua promessa de parar A Coisa definitivamente.
IT não é apenas um livro de horror, com ele temos vários sentimentos: aflição, medo, angústia e apesar disso tudo, consegue falar sobre amor e lealdade. Apesar de ter 1102 páginas, sua narrativa é incrível, não nos fazendo sentir cansaço ao ler um livro tão grande. É uma história que te prende do início ao fim, são mais emoções vividas seja desde a guerra de pedras entre gangues, até um ataque mortífero da Coisa. Isso, na minha opinião é o mais importante para que o leitor não desista e a leitura funcione devido ao seu tamanho.
Porém, como nem tudo é perfeito, mesmo que a obra tenha sido escrita pelo maravilhoso Stephen King, alguns pontos não me desceram, gostaria de citá-los aqui, mas se assim fizer, vou acabar dando spoilers.
Um dos pontos que me deixaram pensativa sobre o livro, foi o final, quando eles finalmente descobrem o que é a coisa de verdade, eu fique tipo: what? 😱
Outro ponto, que sendo bem sincera, achei desnecessário, é a orgia entre as crianças para selar o pacto, não precisa disso, afinal, eles são crianças e visto o passado abusivo de Beverly, não tem nexo, ela fazer sexo com seis meninos, apenas para garantir que o que prometeram será cumprido... 
Apesar desses pontos que não me agradaram, It, é um livro bom de ser lido, com todo suspense psicológico, que é marca registrada de King, vale muito a pena.
Vale lembrar que It, ganhou seu primeiro filme em 1990, teve uma nova adaptação em 2017, sua primeira parte já teve estreia nos cinemas (sim, essa nova adaptação será dividida em duas partes: passado e presente, assim como no livro)
A capa ficou bem legal, porém, única coisa que decepciona um pouco, mediante um livro tão bom, é não ser de capa dura, o que faz com que a lombada fique um pouco amassada no final da leitura, diagramação impecável e sem nenhum erro ortográfico, recomendo que você tire um momento da sua vida, para iniciar essa leitura.


Onde comprar It: A Coisa



Nenhum comentário:

Postar um comentário