Follow Us @dayukie

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

[RESENHA] F*ck love - Tarryn Fisher


Sinopse: 

Helena Conway se apaixonou. 
Contra sua vontade. Perdidamente. Mas não sem motivo. 
Kit Isley é o oposto dela – desencanado, espontâneo, alguém diferente de todos os homens que conheceu. 
Ele parece o seu complemento. Poderia ser tão perfeito... se Kit não fosse o namorado da sua melhor amiga. 
Helena deve desafiar seu coração, fazer a coisa certa e pensar nos outros. Mas ela não o faz... 
"Tentar se afastar da pessoa amada é como tentar se afogar. Você decide fugir da vida, pulando na água, mas vai contra a natureza não buscar o ar. Seu corpo clama por oxigênio; sua mente insiste que você precisa de ar. Então você acaba subindo à superfície, arfando, incapaz de negar a si mesma essa necessidade básica de ar. De amor. De desejo ardente." 
Você pode pensar que já viu histórias parecidas, mas nunca tão genuínas como essa. Tarryn, a escritora apaixonada por personagens reais, heroínas imperfeitas, mais uma vez entrega algo forte, pulsante, que nos faz sofrer mas também nos vicia. Depois dela, todas as outras histórias começam a parecer como contos de fadas. 
Se você não quer se viciar, não leia a primeira página.
Gostaria de resumir esse livro em: Puta merda (desculpa, mas não tenho outra definição)
Nesse livrão da p*rra conhecemos Helena uma futura contadora, desajeitada, até mesmo reservada, sem nenhum talento muito especial.
O livro começa com um sonho da Helena. Ela sonha com uma vida completamente diferente da que ela leva atualmente. Ela já está bem mais velha, tem dois filhos, mora em outra cidade, e tem uma profissão, que em sua vida atual, ela não tem o menor talento. Até aí tudo bem, o problema é que no sonho ela está casada e vive uma vida incrível com o namorado da sua melhor amiga. É exatamente essa última parte que a gente fica confusa, mas calma, tudo vai desenrolando e conseguimos acompanhar essa loucura que virou a vida de Helena. Na sua vida, fora do sonho, Helena namora com Neil e a sua melhor amiga Della, namora o Kit. Tanto Neil que é reservado e confesso, achei ele bem chato, quanto Kit que é um artista, espontâneo, desencanado de tudo, nada tem a ver com suas respectivas namoradas, mas que se dão bem entre si.
Embora ela ache tudo muito estranho ela gostou do que viveu e agora que está vivendo sua vida, ‘’acordada’’, ela tenta entender tudo que está acontecendo no sonho e se por algum motivo poderia ter algum fundo de verdade. Com a curiosidade aguçada, ela começa a experimentar tudo que ela gostava no sonho e até a olhar para o namorado da amiga com outros olhos. 
Porém, nem só de romance vive o livro. Ele também traz uma autodescoberta por parte da Helena. Ela não só se apaixona por Kit, como através dele, ela se apaixona pela vida e por viver. De uma pessoa sem grandes pretensões e sem muitas esperanças no amor do começo da história, vemos Helena se torna uma mulher decidida, que busca novos ares, cria sonhos e expectativas. Graças a esse sonho louco e uma louca paixão, Helena descobre quem ela realmente é e o que ela quer. 
Não é sobre a paixão proibida pelo namorado de sua melhor amiga, é a sobre ela aprendendo a ter amor próprio. 
Em meio a tudo isso, ela descobre que seu namorado a traiu e que será pai, e que sua melhor amiga não é bem quem ela pensa que é. Esses detalhes são alguns pontos motivadores para a nova Helena nascer.
Em relação a essa paixão que surge, temos muitas cenas engraçadas. Helena e Kit, diante de tantos pontos incomuns e cenas fofas, parecem formar o casal mais bonito da face da Terra. Mas aí que a gente se questionar: estamos dispostos a tudo para conquistar um amor? Destruir uma amizade de anos para ficar ao lado de quem você ainda não tem certeza se ama e vive plena e feliz em um sonho compensa para isso? Mesmo sem ter certeza se o amor é recíproco, essa história tem tantos detalhes e acontece tantas coisas, que esses questionamentos precisam acontecer.
O livro é muito bem escrito, possui os detalhamentos necessários, os diálogos são muito interessantes, o casal principal e o cenário encantam. A trama em si é ótima, a única coisa que me decepcionou um pouco foi o final, que não me foi muito satisfatório, me fazendo pensar que em algum momento a autora se perdeu um pouco, mas nada que estragasse essa história incrível, a busca pela nova Helena, pelo que ela realmente quer, por qual rumo ela quer seguir a vida, dão todo um encantamento a história. Um personagem que aparece no final do livro que até agora estou me perguntando do porque estava ali, também não me agradou muito.
Fora esses detalhes, a história é incrível, a Editora Faro arrasou na edição com cada início de capítulo, detalhes e capa e uma contracapa maravilhosas que retrata exatamente o título do livro, uma trama que vicia (eu li ele todo no mesmo dia de tão curiosa que fiquei para saber se o sonho era real ou não), sem nenhum erro ortográfico e diagramação impecável. 
Tarryn Fisher é uma excelente escritora e sabe como prender o leitor do início ao fim. Acredite em mim, uma vez que você começar a ler, vai ser impossível largar.

Leia F*ck Love



Nenhum comentário:

Postar um comentário