O Jogador - Vi Keeland
Sinopse:

Na primeira vez que encontrei Brody Easton ele estava no vestiário masculino. Foi a minha primeira entrevista como jornalista esportiva profissional. O famoso quarterback decidiu me mostrar tudo. E, por tudo, não quero dizer que ele me disse algum de seus segredos. Não. O idiota arrogante decidiu deixar cair a toalha quando fiz a primeira pergunta. Na frente da câmera. E o famoso ganhador do Super Bowl rapidamente adotou um novo hobby: me provocar.

Quando o afastei, ele desistiu de só me provocar e resolveu que queria transar comigo. Mas eu não saio com jogadores. E não é porque sou uma das poucas mulheres que trabalham no mundo do futebol profissional. Eu posso namorar um jogador. É outro tipo de jogador que eu não namoro. Você conhece o tipo: boa aparência, forte, arrogante, sempre querendo ficar com alguém.
Brody Easton era um verdadeiro jogador. Toda mulher queria ser a que iria mudá-lo. Mas a verdade era que tudo que ele precisava era de uma garota por quem valesse a pena mudar.
De repente, eu era essa garota.
Simples, certo?
Vamos encarar, nunca é.
Há uma história entre o era uma vez e o viveram felizes para sempre...
E esta é a nossa.
O Jogador é um livro simplesmente maravilhoso.
Estou encantada com Brody e com a Dalilah, apesar dele ser arrogante e dela ser meio fanática, ainda sim, eles conseguiram me conquistar.
Dalilah é fanática por futebol americano e isso vem devido ao seu pai ter sido um jogador e conviver diariamente com jogadores, devido a sua profissão: jornalista esportiva.
Brody é o jogador estrela. Lindo, arrogante, mas extremamente bom no que faz, jogar. E claro, ser um idiota. Uma entrevista e as coisas começam a mudar tanto para Dalilah que começa um jogo de puxa e empurra, devido a atração que acaba sentindo pelo jogador babaca, mas não querendo se aproximar dele, principalmente devido a arrogância e o fato dele lembrar aquilo que ela luta diariamente para esquecer. E Brody, que se vê recebendo diversos “não”, depois de ser um idiota no vestiário em meio a entrevista, mas mesmo assim estar correndo atrás de uma mulher, algo que ele não faz.
Lutar por aquilo que deseja é algo que o Brody faz, de uma forma bem safada e direta. Adorei o fato dele não ter travas na língua e amei mais ainda a Dalilah não cair nos encantos do Brody logo de primeira só por ele ser um jogador, por ser famoso, por ser maravilhoso e por falar sacanagem a todo instante, ela se manteve firme, ela soube dizer não, ela soube jogar também e ela me conquistou por saber se impor e negociar. Nada de mocinha boba e fácil, nada de mocinha submissa que aceita tudo o que impõe. Ela sabe o seu lugar no mundo e faz de tudo para manter isso. Ainda mais por trabalhar com homens machistas e idiotas.
Quando Dalilah se rende, é maravilhoso, explosivo, encantador e apaixonante, até o passado voltar e a confiança ficar abalada, além de entender os seus próprios sentimentos. Lutar com as lembranças que o passado traz e toda a dor que isso carrega foi difícil, para ambos, mas lutar, mostrar que sabe respeitar o espaço um do outro e demonstrar os sentimentos foi fundamental para que o final desse livro fosse tão lindo.
O Jogador - Vi Keeland
A capa do livro é totalmente sedutora. Quando o vi pela primeira vez, me apaixonei e quando o peguei, simplesmente não quis mais larga-lo. Junto com uma diagramação linda, sabendo mostrar os pontos de vista e uma ótima revisão, eu estou totalmente apaixonada por esse livro e vou indica-lo sempre. Eu simplesmente amei esse casal maravilhoso e me fez desejar mais e mais desse casal.

Leia agora O Jogador

6 Comentários

  1. Posso dizer que me apaixonei pelo livro só pela sua resenha a capa dele nunca me chamou atenção mas sua resenha fez eu quero ler ele imediatamente e por isso já peguei o livro da amiga emprestado pra ler pois tô em uma ansiedade que só jesuis .
    Adoro quando as mocinhas não são submisas que num pisca de olha já tá se entregando pro cara e fazendo tudo que ele que

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, acho que o que mais me chamou a atenção nesse livro foi a mocinha bater de frente com o mocinho, não aceitar babaquice de ninguém e ainda sair divando por ai. HEUEHUEHU

      Excluir
  2. Parece ser uma leitura bem envolvente mesmo.
    Fiquei pra lá de curiosa depois de ler sua resenha.
    Os personagens me parecem ser apaixonantes e a história super delicinha.
    E o que falar dessa capa!? Dá vontade de comprar o livro só por ela haha
    Já coloquei na minha listinha de leituras e espero conferir em breve.
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, só essa capa me deixou com um calooooooooooor... UHEEHUE
      Leia o livro, é rápido e super apaixonante.

      Excluir
  3. Que capa linda é essa ?!! Linda demais, e estou babando por esse livro maravilhoso gostei muito do casal Brody e Dalilah. Quero muito conhecer a história desses dois!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conheça esse casal MARAVILHOSOO! Eles vão te encantar.

      Excluir