O Garoto que Tinha Asas - Trilogia Encantados #02 - Raiza Varella
Sinopse:

Depois do conto de fadas protagonizado por Bárbara e Ian em O Garoto dos Olhos Azuis chegou a hora de conhecermos a história de outro casal encantado. Augusto Bittencourt, vulgo Monstro, é um renomado médico, dono de uma carreira sólida e do hábito de dispensar uma mulher atrás da outra sem piedade. Nunca se apaixonou e não acredita que um dia irá encontrar uma mulher interessante o suficiente para mudar esse fato. Mas o destino parecia pensar diferente, em uma madrugada fria ele presencia um terrível acidente de carro e conhece a garota sem nome. Uma garota que há muito tempo não sabe o que é ter um lar, se sentir segura e não precisar fugir de ninguém até que, em meio aos destroços, ela vê alguém correr em sua direção, um garoto que ela poderia jurar ter asas. Embora Augusto esteja muito longe de se parecer com um anjo, ele acaba por salvar a sua vida. Pela primeira vez, o médico de pouco humor e muito caráter terá que enfrentar e ir contra todos os seus princípios para cumprir uma promessa que não deveria ter feito e de quebra, quem sabe, se apaixonar. Em O Garoto que tinha Asas vamos descobrir se o príncipe encantado realmente vem montado em um cavalo branco ou se sua cor é o que menos importa em meio a uma singela releitura de A Bela e a Fera.
O Garoto que Tinha Asas é um livro extremamente maravilhoso. Não decidi ainda se vence O Garoto dos Olhos Azuis (resenha aqui), mas com certeza é tão apaixonante quanto. Admito que a atitude do casal principal deste livro me fez ficar com um pouco de raiva, mas mesmo assim, o desenrolar da história me fez compreender e amar.
Augusto ou o Monstro é um médico egocêntrico e egoísta. Apesar de ter um bom coração, o lado “eu” da vida, o impede de ver muitas coisas e de querer se apaixonar, pois, acredita que isso não serve para ele.
A garota sem nome está fugindo de algo. Sobrevivendo junto com a sua vida, ela continua lutando e fugindo sempre desse algo, quando um acidente faz com que ela acabe entrando na vida do Monstro de um jeito doloroso e repleta de medo, além de ceder em algo que ela acreditou não ser correto, principalmente devido as suas regras: Confiar em alguém a sua vida.
Monstro não gosta de criança, mas devido a uma promessa ele acaba cuidando de um menino estranho, que não conversa com ninguém e assim, a vida e as suas crenças e visões do que é certo para ele muda completamente. Devido a garota sem nome em coma no hospital, vemos o Monstro amadurecendo, mesmo que ele negue até o fim. Criando laços com o pequeno Nicholas, cuidando do seu modo torto e o protegendo seja do que for. Quando a garota sem nome acorda, a vida do Monstro muda mais ainda, no entanto, ele luta contra tudo o que sente até o final, até perder e assim ele começa a realmente valorizar quem está ao seu lado e mexe com ele.
Porém o passado precisa ser enfrentado, pois ele ainda se faz presente, ainda se mostra com uma face cruel e dolorosa e a garota sem nome precisa enfrentar, principalmente agora que ela criou uma enorme afeição por essa família maluca, que a protegeu e ofereceu coisas que ela nunca teve: uma família e amor.
Uma tragédia iminente se faz presente e segredos serão revelados, além de sentimentos se fazem presentes.
Monstro mostrou-se um homem com pensamentos de criança no começo, mas ao longo do livro vemos a mudança nele. Afeição, amor, proteção, cuidado, carinho... Sentimentos que ele só tinha para com a sua família, mas que acabou tendo com um menino estranho e uma garota repleta de segredos. Acompanhar essa mudança nele foi realmente prazeroso, me fez entrar na vida e visão do personagem, além de me fazer rir, chorar e suspirar.
Já a garota sem nome, me fez sentir raiva, mas com o tempo compreender os motivos dela, a falta de confiança, as lágrimas, mas o excesso de carinho e zelo pela sua vida acabou me conquistando, além de mostrar o quanto ela é inocente e que precisa de proteção, mesmo negando. Conhecer a história dela e comprovar o quanto a vida dela foi difícil me fez querer cuidar dela também e com os novos sentimentos crescendo nela, acabei amando mais ainda este livro.
O Garoto que Tinha Asas - Trilogia Encantados #02 - Raiza Varella
Com uma capa incrível, uma diagramação e revisão maravilhosa, O Garoto que Tinha Asas é outro livro que está na minha lista de preferidos deste ano e eu com certeza irei recomendar sempre. Com muito amor, carinho, uma família maluca, risadas, momentos constrangedores, uma pitada de erotismo, amor, proteção e um passado doloroso, tenho a certeza que quem ler, vai amar.


Adquira O Garoto que Tinha Asas

6 Comentários

  1. Na minha opnião vence sim mais so perde pro Gus e Má hahahha
    Mostro me fez me apaixonar por eles ver seu coração derreter foi tão maravilhoso, essa e familia mais louca que ja vi e o final desse livro quase morri para ler o proximo pq nimguem merece a vaca da Camila na familia mais amor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAHAHAH
      Camila merecia apanhar muito, nossa mulher nojenta. Af

      Ian e Babi são os meus eternos <3

      Excluir
  2. Jurava que esse livro poderia ser do tipo sobrenatural! Os personagens parecem ser do tipo que causa reações adversas em quem lê. Monstro, pelo jeito, guarda muito sentimento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Monstro de monstro não tem nada. É amorzinho eterno! <3

      Excluir
  3. Adoro os livros da Raiza Varella e sou muito suspeita para falar dessa trilogia que amo de paixão!! Amei a história do monstro e da garota sem nome!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAH
      AMO OS LIVROS DA RAIZA, mas amo mais a Babi e o Ian. <3

      Excluir