Meu Querido Meio-Irmão - Penelope Ward
Sinopse:
Não é normal desejarmos alguém que nos atormenta. Quando meu meio-irmão, Elec, se mudou para nossa casa, eu não estava preparada para lidar com um cara tão idiota. Odiei o fato de ele ter descontado sua raiva em mim porque não queria estar aqui. Odiei ele ter trazido garotas da escola para seu quarto. Mas o que mais odiei foi o modo indesejável que meu corpo reagia a ele. 

A princípio, pensei que tudo o que ele tinha a seu favor era o corpo musculoso e tatuado e o rosto perfeito. Mas as coisas começaram a mudar entre nós, e tudo teve um desfecho em uma noite inesquecível. No entanto, do mesmo modo que Elec entrou na minha vida, logo voltou para a Califórnia. Passaram-se anos desde a última vez que o vi. Quando a tragédia atingiu nossa família, tive que encará-lo novamente. E, diabos, o adolescente que me deixou louca se tornou o homem que destruiu o resto de sanidade que havia em mim. Senti que meu coração estava prestes a ser partido. De novo.
Meu Querido Meio-Irmão é aquele livro que te faz pensar “porque demorei para ler?”. Este livro me causou emoções extremas. Raiva, amor, ódio, tristeza e desejo foram as emoções mais evidentes. 
A história se inicia quando Greta, uma garota extremamente doce, inocente e gentil, recebe seu meio-irmão, filho do seu padrasto, para morar em sua casa. De imediato a atração que ela sente por Elec é gritante, entretanto, em nível de idiotice o Elec conseguiu se superar. Um garoto extremamente lindo, arrogante e que aparenta ter muitos problemas.
Elec é um garoto machucado, fumante, tem tatuagens, piercings e exala problemas. Tendo uma convivência difícil com seu pai, morou com sua mãe até ele precisar ir morar na casa do seu pai. Morar nesta casa por um ano para ele é uma tortura e ele deixou isso bem claro, logo nos primeiros 5 minutos que chegou.
Como a história é contada, inicialmente, pelo ponto de vista da Greta, só podemos ver o que ela sentiu pelo Elec. Ou seja, atração e uma certa raiva. Entretanto, ela decidiu que queria conhecer melhor seu meio irmão e forçou o caminho para isso, mas sinceramente achei que ela se perdeu um pouco nesse caminho, pois ele a humilhava e mesmo assim Greta não desistia dele. Porém no decorrer do livro você começa a entender o porquê de a Greta ter agido daquela forma e ter demorado para explodir quanto as atitudes do Elec. 
Quando eles começam a lidar melhor um com o outro, os sentimentos um pelo outro começam a ficar praticamente incontrolável. E apesar do Elec ter agido de forma idiota a maior parte do livro, quando ele começa a se comportar como Elec de verdade e não com a máscara de babaca, você acaba mesmo se apaixonando por ele. Entretanto, as coisas tinham que decair e a notícia de que ele precisa voltar para casa, acaba quebrando ambos, mas oferece uma noite incrível e muito quente para eles. Algo que achei maravilhoso, é o fato do Elec ter o sonho de ser escritor e ter aberto para a Greta conhecer sua obra. A forma como a Greta explanou o que leu e o Elec explicou, me deu vontade de ler o livro do livro, pois apresentou ser um livro incrível. 
A partir deste ponto o livro passa para a segunda parte, 7 anos se passaram e se o destino os separou uma vez, acabou os unindo novamente. Elec voltou para cidade, Greta voltou para cidade. Uma morte acabou os unindo, mas ambos vieram com uma nova bagagem. Elec tem uma namorada e Greta ainda não sabe lidar com tudo o que sente por ele.
Neste momento, Elec tornou-se um enorme babaca, mesmo que ele tenha sido fiel, acabou jogando com o sentimento da Greta e no fim, magoando a Chelsea, sua namorada. Nesta parte da história, a autora soube explorar bem a questão pontos de vista. Ela não precisou ficar trocando, mas usou um livro para contar os sentimentos do Elec, tornando o livro muito mais atrativo. A autora soube explorar bem os sentimentos dos personagens neste ponto e explicar o que ambos sentiram e estavam sentindo. O reencontro, as cenas quentes e a forma como ambos sabiam que tinham culpa no que houve com eles e nenhum deles realmente jogaram a culpa um no outro, foi um ponto importante e crucial, pois mostrou que eles realmente amadureceram.
Meu Querido Meio-Irmão - Penelope Ward
A capa do livro é linda, com o mesmo estilo da capa original, a editora soube tornar a capa atrativa aos olhos, principalmente pelo estilo preto e branco, com o destaque na tipografia. Entretanto, a diagramação deixou um pouco a desejar, além da fonte para os bilhetes que eram um pouco difíceis para ler. Há muito espaço entre as margens e o texto, o que creio sinceramente ser desnecessário. Porém nada disso tirou a beleza da história em si.
Perdão, amor, amizade, sexo e fidelidade, compôs este livro incrível. É um livro que te prende, te deixa ansiosa por mais e quer descobrir como eles irão ultrapassar os obstáculos a frente deles.
O livro, apesar de muitos acharem ser um assunto polêmico, vale deixar bem claro, que eles não são irmãos. Ou seja, não ocorre incesto e nem nada disso. Então se você acredita que será um livro polêmico, pode ficar tranquila, pois não é assim que a história ocorre. Vale a leitura, eu realmente recomendo, pois acabou de entrar na lista de livros favoritos.


Adquira Meu Querido Meio-Irmão

Deixe um comentário