Follow Us @dayukie

terça-feira, 10 de maio de 2016

[RESENHA] Nos Braços do Roqueiro - The Rocker #01 - Terri Anne Browning

Sinopse:
Sair em turnê com quatro roqueiros parece um sonho...

Pelo menos é o que as pessoas me dizem. Para mim, esses quatro roqueiros são a minha família. Cuidam de mim desde meus cinco anos de idade, protegendo-me da minha mãe e de seus episódios de fúria quando estava bêbada e drogada. Mesmo depois de famosos, continuaram cuidando de mim. E quando meu monstro de mãe morreu, eles se tornaram meus guardiões.

Há seis anos eu cuido dos quatro homens que são tudo para mim. Tomo conta deles da mesma maneira que sempre cuidaram de mim. Resolvo tudo, até as sujeiras dos bastidores da vida de um roqueiro. Nem sempre é bonito. Às vezes, chega a ser quase repugnante, principalmente quando

tenho que me livrar das transas aleatórias. Ugh! Realmente não me incomoda tomar conta deles. Quero dizer, não é como se estive apaixonada por um deles. Isso seria loucura. Se apaixonar

por um roqueiro NÃO é inteligente.
Tudo bem, então não sou inteligente. Eu amo os meus garotos, e um deles, meio que tem meu coração em sua, grande e calejada, mão roqueira. Mas estou lidando bem com a situação. Por anos, fui capaz de manter o meu pequeno segredo. Mas, não agora. No entanto, preciso enfrentar o que quer que esteja acontecendo comigo. Isso me assusta pra caramba. Eu odeio médicos, mas de repente, estou mais preocupada em descobrir o que tem de errado comigo, do que o que algum médico poderia me fazer.
Depois de receber o resultado dos meus exames, minha vida nunca mais será a mesma novamente...

Desde o anúncio de que seria lançado pela Editora Bezz, eu quis este livro. É uma história gostosa, além da leitura fluir super rápido e maravilhosamente bem. Apesar de ser uma história clichê, ela fluiu tão bem, que conseguiu me agradar mesmo sendo clichê. Mesmo que tenha alguns pedaços que te faça pensar um: "como assim?", por exemplo, a forma como a Emmie concebeu a filha dela. Dormir com a cara que ama, no caso o Nik, vocalista do Demon Wings, enquanto ele estava meio bêbado e ele ainda lembrar vagamente, pois sempre sonhara com este momento. Eu não vi muito nexo nisso, sinceramente, mas tudo bem. Eu ainda apreciei a história em si.
Emmie teve uma vida sofrida desde pequena, com uma mãe agressiva, mas ela tinha os quatro garotos da banda, Drake, Shane, Jesse e Nik que a ajudaram e a protegeram da melhor forma que podiam. E depois da abusiva mãe morrer, ela começou a viajar com eles em turnês pelo país todo. Outra coisa meio sem nexo, eles conseguirem a tutela da menina com a vida que levavam.
Entre outras coisas meio sem sentido no livro, achei as atitudes da Emmie bem mimadas, mesmo que ela tenha cuidado deles após ir morar com eles, sim, ela cuidava de tudo como forma de agradecimento por tudo o que foi feito por ela até aquele momento. E isso eu achei fofo da parte dela, ser consciente de que sim, ela precisou e precisa dos outros em sua vida, apesar de tudo o que sofreu quando criança. E a atitude dos meninos, são tipicamente de rockeiros, uma mulher por noite, músicas sobre seus traumas passados, declarações e uma vida bem boêmia, repleta de bebida e mulheres. Entretanto, sempre colocando a Emmie em primeiro lugar, para tudo. Um amor esses quatro homens.
A descoberta da gravidez foi meio conturbada. Enjoos, gritaria, verdades reveladas. Um belo início de gravidez. Um livro totalmente contado pelo ponto de vista da Emmie, eu diria que é aquele livro que você lê rapidamente, quando quer sair da ressaca literária, sabe?
Apesar da capa ser totalmente contra os meus gostos e conter alguns erros de revisão, eu ainda gosto demais do conteúdo do livro. A Editora deveria ter ouvido mais seus leitores e mudado a capa? Sim, deveria. A tipografia não casou com a imagem e a imagem não casou com a história. Poderia ser melhor sim. Não usando a capa original, pois também não é agradável, mas fazer algo muito melhor. E ah! A tradução/modificação do nome do livro, sinceramente, não me agradou em nada. Não combinou e ficou incrivelmente ruim de se pronunciar. Não é algo que me chame a atenção, em nada. Esses pontos tornou o livro desagradável de ver.
Enfim, se eu recomendo? Leia, caso esteja de ressaca e queira sair dela. Vai ser rápido e gostoso. Você vai gostar.


Adquira Nos Braços do Roqueiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário