O Refúgio do Marquês - Lucy Vargas
Sinopse:
"Agora você é meu refúgio e, com certeza, o mais belo".
Henrik e Caroline não poderiam ser mais diferentes.

Ele, o Marquês de Bridington, é um homem selvagem e inapropriado, que vive há anos no campo, fugindo dos fantasmas do seu passado obscuro e repleto de segredos.

Ela, Caroline Mooren, a Baronesa de Clarington, é uma jovem destemida, com um passado doloroso, que recebe a missão de reformar a mansão e talvez o marquês, ao menos é o que a marquesa viúva espera.

Ele é um caso perdido. Ela é uma mulher com um futuro incerto. Mas juntos, eles se completam e acendem a chama da paixão, que ambos acreditavam estar completamente extinguida, trazendo à tona segredos e temores que ambos escondem.
Se reerguer sob o peso do passado será uma batalha que ultrapassará os limites do refúgio que o marquês pensa ter construído, mas será que o amor é capaz de ultrapassar tantas barreiras e vencer, ou eles perderão tudo outra vez?

O Refúgio do Marquês é um livro cativante e um pouco diferente dos romances em que já li. Essa história começou de uma forma diferente e muito interessante. Henrik, o marquês de Bridington, casado com uma desequilibrada e Caroline, a baronesa de Clarington, uma mulher que teve grandes sofrimentos no passado, se conhecem de uma forma peculiar. Através da viúva Hilde, mãe do Marquês, ela foi “contratada a trabalhar”, restaurando a casa e a vida do Marquês Henrik, pois até então ele levava uma vida meio que selvagem para a época e condição dele na sociedade.
Preciso confessar que quando vi o livro pela primeira vez, achei que teria uma pegada mais hot, sabe? Cheio de sexo e tudo mais, mas não foi bem assim.
O livro mostra a evolução que este casal teve. Primeiro que é bem explícito o quanto o Marquês carrega muita culpa e dor dentro de si, além dele levar essa vida para praticamente amortecer seus sentimentos, devido as frustrações e culpas. O Henrik não estava vivendo, apenas sobrevivendo, principalmente por sua filha, Lydia. Vivia refugiado em sua mansão, lidando com seus problemas da melhor forma que conseguia, fugindo deles. Afinal, 5 anos, enfrentando uma maluca com certeza não foi fácil, principalmente para sua sanidade mental.
Posso dizer que a primeira personagem que me encantou logo de cara, enquanto lia o livro, foi a Lydia, filha do marquês. Apesar da Caroline ter se mostrado uma baronesa totalmente fora dos padrões e ela ter me encantado, a Lydia foi o personagem mais lindo! Uma garota que tinha uma infância sofrida, pois ser rejeitada pela mãe não é algo fácil de lidar, ainda mais na idade dela. Porém, sempre existiu essa vivacidade e uma felicidade dentro dela, além de ter um pai incrível, Lydia ganhou mais um motivo para sorrir, a Caroline. Eu achei isso muito merecido na vida dessa criança. Mas vamos voltar ao meu casal.
O livro praticamente inteiro foi mostrando a Caroline colocando ordem na casa, lidando com um pretendente que seria o marido ideal se ela não estive tão presa ao seu passado, as mulheres fofoqueiras que desejavam loucamente destruir mais ainda a vida da Caroline, ver a esposa do Marquês cada dia mais maluca e por fim, sua atração pelo Marquês, além de ajudá-lo a lidar com todos os problemas que aparecem ao longo dos dias em que ela passa com ele.
Eles amadureceram muito juntos, ela ensinando ao marquês como se portar e ele a ensinando a superar seus traumas passados. Os dois juntos, um implicando com o outro, um provocando o outro e um ensinando o outro. É assim que você consegue definir este casal, uma cumplicidade sem tamanho, que mesmo não estando realmente juntos, os tornaram lindos de se observar.
Um livro recheado de intrigas, com uma pitada de mistério e muito amor, não apenas entre o casal, mas maternal também. A história mostra que todos podem superar suas dores e que quando não são capazes de fazer, alguém irá te ajudar, basta você querer que esta pessoa lhe ajude. Como foi o caso do marquês, que mesmo que tenha relutado no começo, acabou aceitando a ajuda da Caroline e tornou-se alguém melhor, principalmente para si mesmo. Ele não perdeu sua essência, meio selvagem, muito delicioso e um homem maravilhoso. Marquês melhorou, saiu da sua bolha de dor e teve seu felizes para sempre.
Eu adorei a leitura, demais. 
O Refúgio do Marquês - Lucy Vargas
Além disso, a capa deste livro me seduziu, sinceramente, é atrativo, delicado e bem feito, casando a imagem com o tema do livro, algo que poucos livros fazem. Também temos a tipografia que se casou bem com a imagem e você consegue ter uma noção do que irá encontrar no livro.
Quando você começa a ler este livro, você não consegue parar, por isso creio que você precisa mesmo conhecer esse romance. Veja, eu não leio muitos romances históricos, mas quando pego para ler, sempre acabo me apaixonando pelo personagem e dessa vez não foi diferente. Henrik, o meu marquês espera que você o conheça, pois nós (sim, eu e ele) sabemos que você irá amá-lo.




Adquira O Refúgio do Marquês.

Deixe um comentário