Sinopse:
Esta história vai fazer você ficar louca por bilionários! Ela contém cenas de sexo extremamente eróticas e sensuais, orgasmos em abundância e um homem incrivelmente bonito que sempre consegue o que quer.
A diretora de operações, Amy Carter, é uma londrina bem-sucedida na carreira que está passando por um enorme problema: o firme assédio moral da empresa de Nova York, Irmãos Quinlan. Ao que tudo indica, cabeças vão rolar. Amy está determinada a lutar por seus colegas de trabalho, mas, ao chegar em Nova York, ela conhece Adam Quinlan, que deixa claro que está interessado em negociar com ela em um nível mais pessoal.

O bilionário, playboy e CEO, Adam Quinlan, sempre consegue o que quer: ele é bonito, confiante e gosta de ver as mulheres sucumbirem ao seu charme. Quando a bela Amy chama sua atenção, ele decide que irá seduzi-la. Mas, há um problema: o último pedido de seu falecido irmão foi que ele comprasse a empresa de Amy para que o projeto em que ele estava trabalhando pudesse ser completado. Adam sabe que, provavelmente, precisará demitir algumas pessoas, mas seduzir e levar Amy para sua cama, se torna, subitamente, mais importante do que negociar na sala de reuniões.

Amy quer mais de um homem do que apenas sexo alucinante e sem compromisso. E, certamente, não quer nada com o seu rival, Adam Quinlan. Então, por que ela não consegue parar de pensar nele, dentro e fora do quarto e da sala de reuniões? E o que está acontecendo com o solteirão convicto? Ele realmente está mudando de ideia e se apaixonando?

Independentemente da razão, Adam está prestes a descobrir que existem algumas coisas que o dinheiro não pode comprar...

Eu consigo definir esse livro em apenas uma palavra: Maravilhoso!
Adam me conquistou logo de cara: charmoso, playboy, lindo, sexy e ainda por cima, um romântico incorrigível. Mesmo que ele esteja lidando com a dor da perda, ele não é um cara fechado e nem nada disso, ele brinca, sorri e é um amor tanto com as pessoas ao seu redor, como com a sua família.
A Amy é forte, linda, meiga, decidida, lutadora e inteligente. Sinceramente, a Amy me cativou demais.
Esse livro com certeza me seduziu. Repleto de sexo, amor, mistério e conflitos. Eu simplesmente devorei este livro. Foi tão gostoso de ler, que eu terminei em um dia!
Amy e Adam se conheceram em meio a um caso em que a empresa do Adam, a Irmãos Quinlan irá comprar a onde a Amy trabalha, a Grafton Techs e ela precisou sair de Londres e ir até Nova Iorque, para negociar as cláusulas do contrato antes de Frank, seu chefe assinar.
Foi meio clichê a forma como se conheceram, ela esbarrando nele. Atração imediata, cantadas idiotas do Adam e a Amy resistindo, principalmente por estar lidando com o seu futuro chefe. Amy cedendo, ainda mais depois de saber que ele poderia dar algo que nunca teve: Um orgasmo. E sinceramente, eu teria muitos orgasmos só com o que o Adam falou e depois, quando ele deu o primeiro para ela, quem quis o Adam fui eu.
Depois disso, o que eles vivem é aquela relação de "sexo sem compromisso", ela sentindo algo por ele, além do sexo incrível e ele tentando entender o que sente por ela.
Eu fiquei de verdade, querendo muito o Adam para mim. A autora soube explorar os pontos fortes e fracos dele e o tornar irresistível. Da mesma forma que ela me fez querer ser a Amy. Ser tão forte e decidida como a Amy, mesmo depois do que ela encontrou antes de sair de Londres. E eu acho que gostei mais ainda da personalidade e do caráter da Amy, depois dela descobrir que os irmãos Quinlan não eram tão transparentes assim e mesmo depois de ouvir o que o inimigo dos irmãos tinha a dizer e ser chantageada por ele, ela continuou fiel ao que acreditava, ou seja, dar uma chance aos irmãos e contar o que tinha ouvido, além de ajudá-los.
Pode parecer meio burrice, afinal, ela descobriu que as coisas não seriam como prometidos pelos irmãos, porém, ela viu além disso. Primeiro que a forma como o Tariq a abordou não ajudou, segundo que ser chantageada não foi a ideia mais inteligente dele e terceiro e último, ela viu sinceridade nas palavras do Adam. Não foi só o coração de uma garota apaixonada, foi a análise das palavras dele e a sinceridade com que foram proferidas. E foi assim que ela descobriu uma verdade maior e trouxe alguma felicidade para a vida dos irmãos Quinlan.
A história toda é contada em terceira pessoa, o que eu achei um máximo, afinal, você pode analisar ambos os personagens e não ter somente uma visão. A escrita da autora, não tornou cansativa a narrativa em terceira pessoa, pelo contrário, me instigou a querer mais do livro.
Outra coisa que eu sinceramente amei neste livro, é que o final dele me faz querer o próximo. Não foi um final vazio, apesar de não ter falado como seria a vida do Adam e da Amy, a autora me instigou por saber que o casal irá aparecer no segundo livro, mesmo que o foco seja outro casal.
E eu não podia deixar de ressaltar que eu amei a capa. Ficou tão linda que me deu vontade de abraçar. Espero mesmo que a editora comece logo a fazer livros físicos desse amorzinho, porque eu com certeza quero em minha estante.
Eu super indico este livro, pois da mesma forma que me prendeu do início ao fim, irá te prender também. Será amor instantâneo.


Adquira já!

Deixe um comentário